Notícias > Correios utilizará navios para distribuir livros didáticos

Correios utilizará navios para distribuir livros didáticos

Brasília, 29/6/2020 - A contratação de um novo modal de transporte modernizará a entrega de livros didáticos pelos Correios. Por meio do sistema de cabotagem, que é a navegação entre portos dentro do mesmo país, a empresa pretende distribuir 17,2 mil toneladas de livros escolares para o próximo ano letivo (2021), em todo o país. A abertura do pregão eletrônico para contratação dos serviços de transporte de cargas por navio está prevista para 20 de julho. 

Em cinco lotes, os contratos contemplarão os modais marítimo e rodoviário, na modalidade porta-a-porta. Isso significa que os livros serão levados diretamente das editoras para o Porto de Santos. De lá, a carga segue de navio para os portos de Salvador (BA), Recife (PE), Fortaleza (CE), Belém (PA) e Manaus (AM) até chegar nos Centros de Distribuição dos Correios e, em seguida, nas escolas públicas desses Estados.

Para apresentar os detalhes do projeto, a estatal realizou videoconferência, no último dia 23, com representantes do Ministério da Infraestrutura, da Secretaria de Portos e Associação Brasileira dos Armadores de Cabotagem (ABAC). A reunião também contou com a presença das principais empresas de navios armadores do país, que sinalizaram interesse em participar da licitação.

Embora comum entre instituições privadas, o uso do modal marítimo é algo inédito na administração pública. Entre as vantagens desse tipo de transporte estão: maior segurança da carga, com diminuição dos índices de avarias e roubos, além de ganhos de eficiência energética, ambiental e geoeconômica.

A partir dessa primeira experiência, a intenção dos Correios é expandir a utilização do modal marítimo para outros produtos e contratos da empresa.