Notícias > Emissão celebra os centenários de São João Paulo II e das relações diplomáticas Brasil-Polônia

Emissão celebra os centenários de São João Paulo II e das relações diplomáticas Brasil-Polônia

Brasília, 18/12/2020 - Nesta sexta-feira (18), os Correios colocam em circulação o selo personalizado que homenageia os 100 anos do estabelecimento das relações diplomáticas entre Brasil e Polônia, além do centenário do Papa João Paulo II, festejado em diversas partes do mundo desde o início do ano.

São João Paulo II já foi tema de oito selos dos Correios no Brasil: emissão com cinco selos em homenagem à visita ao X Congresso Eucarístico Nacional (1980); um selo celebrando a participação no XII Congresso Eucarístico Nacional (1991); um selo marcando a presença no II Encontro Mundial do Papa com as Famílias (1997) e um selo em tributo ao líder religioso, no ano de sua morte (2005).

A emissão é composta por uma foto do pontífice – cedida pelo Vaticano – com as inscrições “Centenário de Nascimento do Papa João Paulo II”, acima da imagem, e a referência aos centenário da relação diplomática entre Brasil e Polônia.

A folha personalizada está disponível na loja virtual e, sob encomenda, em todas as agências dos Correios.

Diplomacia – Dois anos após a proclamação da independência da Polônia, em 1920, o primeiro representante diplomático polonês, Ksawery Orlowski, apresentou cartas credenciais ao então Presidente brasileiro, Epitácio Pessoa, ato que formalizou o estabelecimento de relações diplomáticas entre os dois países. Um ano depois, o governo brasileiro enviou seu primeiro representante diplomático à Polônia, Rinaldo de Lima e Silva.

No decorrer das várias ondas migratórias, os poloneses muito contribuíram para o desenvolvimento da agricultura, indústria, ciência e artes brasileiras. Hoje, o Brasil, em particular o Estado do Paraná, acolhe a segunda maior comunidade de descendentes de poloneses no exterior, estimada em quase dois milhões de pessoas.

Líder religioso - Nascido Karol Józef Wojtyła, São João Paulo II foi o papa e chefe da Igreja Católica de 16 de outubro de 1978 até à data de sua morte, 2 de abril de 2005. Teve o terceiro maior pontificado documentado da história - liderando por 26 anos, 5 meses e 17 dias - depois dos papas São Pedro, cujo pontificado durou cerca de 37 anos, e Pio IX, que liderou por 31 anos. Foi o único papa eslavo e polaco, e o primeiro não italiano desde o neerlandês Adriano VI, em 1522.

João Paulo II foi proclamado Venerável, em dezembro de 2009, pelo seu sucessor papal, Bento XVI, que também o proclamou Beato em maio de 2011. Em abril de 2014, numa cerimônia inédita presidida pelo Papa Francisco, com a presença do Papa Emérito Bento XVI, foi declarado Santo juntamente com o Papa João XXIII; sua festa litúrgica celebra-se no dia 22 de outubro.