Portal dos Correios
Notícias > Nota de esclarecimento

Nota de esclarecimento

Brasília, 11/8/2018 - Sobre a matéria intitulada “Confuso? Correios se juntam ao Mercado Livre para criticar os Correios”, publicada na sexta-feira (10), pelo site de notícias e mídia Adnews e replicada pela revista Exame neste sábado (11), esclarecemos que a ação #FreteAbusivoNão nunca teve participação dos Correios, nem foi divulgada ou incentivada pela empresa.

Em março de 2018, quando foi lançada a campanha, os Correios, baseados no artigo 13 da Lei nº 6.538/78 (Lei Postal) já haviam orientado seus clientes que não aceitariam a postagem de encomendas com a referida hashtag.

Cabe esclarecer que os Correios, embora não detenham o monopólio de encomendas no Brasil e concorram com mais de 200 empresas, ocupam a liderança no mercado, especialmente em razão de sua capilaridade e seus preços competitivos.

A parceria com o e-commerce brasileiro é de extrema importância para os Correios que oferecem, inclusive, pacotes de benefícios exclusivos para os marketplaces brasileiros, viabilizando a atividade de inúmeras micro, pequenas e médias empresas que vendem pela internet.

A respeito da liminar abordada no vídeo, a empresa esclarece que ela foi suspensa, o que confirma que a legalidade do reajuste praticado pelos Correios à época.

Por fim, causou estranheza o fato do site de notícias Adnews e um veículo respeitado como a revista Exame não terem procurado os Correios para buscar sua versão dos fatos, contrariando um dos princípios básicos do jornalismo, que é ouvir todos os lados. Ao divulgar a notícia sem apurar os fatos, ambos estão prestando um desserviço a seus leitores e à sociedade.